quinta-feira, 29 de julho de 2010

Apadrinhando a Leitura

Uma mescla de sensações me toma desde o início da noite de quinta-feira da semana passada, 29 de julho, quando recebi oficialmente o convite (e o aceitei) para ser o Patrono da 26ª edição da Feira do Livro de Caxias do Sul, que ocorre de 1º a 17 de outubro, na Praça Dante Alighieri. Apaixonado pela leitura e pelo universo dos livros desde sempre, tenho meu histórico de quatro décadas mergulhado em literatura coroado pelo surpreendente convite, que traz consigo uma responsabilidade inimaginável. Excitado, nervoso, feliz, lisonjeado, preocupado... todas essas sensações encontram um pouco de amparo na consciência de que estarei trafegando em meio ao aquário em que mais me sinto à vontade desde que me conheço por gente: o planeta composto por livros, autores, livreiros, editores e leitores.
Sou muito grato pela confiança depositada pela Secretaria Municipal da Cultura, pelo Programa Permanente de Estímulo à Leitura (PPEL), pela recém-criada Associação dos Livreiros Caxienses e pela Secretaria Municipal de Educação, entidades que puxam a frente da Feira. Espero desempenhar à altura das expectativas o papel que se almeja de um Patrono de Feira do Livro, a exemplo das brilhantes participações recentes que pude presenciar nas figuras de outros ex-patronos.
Meu inesgotável encantamento com a leitura e com o universo dos livros deve ter nascente em alguma fonte secreta escondida nos subterfúgios de minha psiquê. É nela que buscarei as energias para apadrinhar a Feira, junto com o apoio de familiares, amigos e colegas amantes dos livros. A companhia de Frei Aldo Colombo abrilhanta a empreitada, uma vez que ele compartilha comigo o desafio na condição de justíssimo homenageado desta edição.
O tamanho do desafio aceito é a chave para engrandecer o desafiado, já dizia Herman Melville, ao compartilhar a grandeza da narrativa que ele se punha a escrever em seu “Moby Dick”: “Dai-me uma pena de condor! Dai-me a cratera do Vesúvio por tinteiro! Amigos, firmai meus braços!”. A sorte está lançada, o desafio está aceito. Uma boa Feira do Livro 2010 a todos, repleta de boas leituras.
(Crônica publicada no jornal Pioneiro em 06/08/2010)

7 comentários:

Vania Marta disse...

Marcos, muito encantada q fiquei ontem ao saber dessa maravilhosa notícia, nem consegui dizer a vc o q realmente queria. Mas, já twittei:
"Marcos Kirst: patrono da Feira do Livro de Caxias 2010. Escolha exemplar! As palavras 'brilham' 'nas mãos' e ideias desse autêntico escritor".
Parabéns, meu afilhadinho!!!! Que orgulho!!!!

Nivaldo Pereira disse...

Meu caro Marcos, fiquei muito feliz com a notícia. Conheço tua paixão pela literatura e a nobreza do teu espírito. Só por isso, sem falar da simpatia e bom astral, já dá para vislumbrar uma feira brilhante. Conte comigo para qualquer coisa, serei escudeiro com todo prazer. Abração.

Le Vin au Blog disse...

Parabéns!!!

Que felicidade saber dessa notícia!

Beijos e não vai ficar metido à besta agora, viu?!

Maria Nair disse...

Parabéns, Marcos. Fiquei muito feliz com a notícia. Espero poder ler um outro romance teu em breve, quem sabe já durante a Feira? Maria Nair

silvana disse...

OI meu amor!!!

Fiquei felicíssima e emocionada com essa notícia!
Só quem tem o privilégio de conviver contigo sabe de tua paixão e obstinação pelo universo da leitura e escrita desde sempre.

Parabéns!!
Vc merece!!

Bjs
Silvana Toazza

jaime medeiros jr disse...

nem tudo é injusto no universo
mereces isto e muito mais
fico feliz contigo
e certamente terei de comparecer
a cidade de caxias nestes dias de feira
um ab
jaime

Rejane Maria disse...

Marcos, e eu nem imaginava que no dia 27 de julho, no aniversário da Confraria Reinações, eu estava tendo a honra de me sentar ao lado do futuro patrono da nossa feira do livro deste ano!
Penso que o amor à literatura é o essencial para desempenhar bem essa função. Nos encontraremos lá.
Parabéns, e que o trabalho seja repleto de alegrias.
abraços
Rejane Romani Rech